domingo, junho 01, 2008

Noite escura


Noite escura
By thyta

No sono da noite
Meus desejos são puros e simples,
Existo como corpo e alma
Trago nos lábios, a saudade.

Almejo uma noite quente
E que lua brilhe só para mim.

Anseio um só abraço,
E um desejo imenso de que esteja aqui.

Mas que fazer se teu ser
Anda tão distante de mim,
Desfazendo meus sonhos,
Iludindo meu coração?

Um deserto na esperança,
Saudade que nem sei de onde vem...
Uma dor cheia de tortura


Cobrindo de tristeza
Minha noite escura, tão escura.
Sem você.

Um comentário:

pedro de alcantara disse...

Magnifica poesia minha senhora.