domingo, abril 12, 2009

O que sinto


O que sinto
By Thyta

É um desejo de grito
Expulsão de medos
Magoas e tristezas
Toda dor presa no peito.

Solidão faz companhia
Sinto-me fraca para continuar
Busco nos lábios um sorriso
Para tristeza disfarçar.

Este grito é meu,
A dor também é física
Falta-me um abraço
Para o corpo acalentar.

Corro atrás do tempo
Encontro-me num silencio
Um vazio de existência
Uma coisa oca que mais parece morta.

Olho o infinito
E solto meu grito
Libero de meu instinto
Toda ansiedade escura que sinto.


10/04/2009

Teu jeito ao me olhar


Teu jeito ao me olhar
By Thyta

Teu jeito ao me olhar
Faz-me acreditar
Nas manhas cheias de amor.

No calor do teu abraço
Meu corpo tende a ser dominado.
Escuto sua voz
Fujo de mim e esqueço o que me assola.

Sinto o afago de tuas mãos
Pensamentos sem rumo
Em meio às lembranças que lentas caminham...

Eu me vejo embalada no teu colo
Num instante profundo
E me entrego a este amor.

Tua face em minha face
Fixa marcas
Molda nossas vontades
Perfuma o espaço sem limite de tempo.

10/04/2009

Um novo dia com você


Um novo dia com você
By Thyta

Um novo dia despertou
A luz do sol veio me acordar
Um sonho passou
E você aqui esta!

Olho em teus olhos
E uma esperança nasce em mim
Em teus gestos e palavras
A certeza que o amor existe sim!

Renascente de um coração sensível
Despertando na alma o hálito do amor
A lua brilhou, flutuou no espaço.
Verteu-se em sonhos dourados
E sorriu!

O resto era silencio
E a poesia enchia a vida de cor.

Depois de tudo o sonho é real
No amor, e em teu jeito de me olhar.
Está aqui, é só o que importa
Quando o dia terminar.
10/04/2009

sexta-feira, abril 10, 2009

Minha alegria é estar com voce

Minha alegria é estar cm voce
By Thyta

De visão cega
De humano sentimento
Um amor do meu jeito
Possui meu instinto.

Perco-me neste momento
E cheia de seqüelas
Brinco de sobreviver
Porque não sei fazer diferente.

Ainda acredito que sou a mesma
Cheia de falhas e erros...

Sim sou a mesma,
Revestida de pele
Calculista...
Planejo a minha alegria
Porque não sei viver sem você.
10/04/2009

Lembrança do teu beijo


Lembrança do teu beijo
By Thyta

A lembrança do teu beijo
Em devaneio me exila
Existências de vida e sonho
Testemunhas de um tempo
Longe e distante como a solidão da noite.

Seu toque me domina
Quando a brisa me refresca
No escuro do meu dia,
Teus olhos brilham para mim
E nos teus braços descubro o amor que procurei.

Como se a lua me presenteasse
Com graça a tua essência
Um mundo tão perfeito se colore
Afugentando meus medos
De fantasias, revivo.
Simplesmente pela lembrança do teu beijo.

10/04/2009