sábado, abril 12, 2008

Por ser assim


Por ser assim


Mais uma vez te reencontro.
Noto que o amor que sinto não deixa engano.
Não se lamenta por ser assim
Eterno e complicado, mas é o que nos damos.
Almas gêmeas, perdidas num acaso...
Revivendo cada pensamento e emoções.
As sintonias que não se perdem com o tempo
Gravadas por demais em nossos corações.

Mas esta chance!
Outra vida sem passado.
Sonho ardente e inconseqüente
Amor frágil e complicado

Que não se afasta de mim
Coisas que acontecem deste jeito
Não consigo esquecer...
Como gosto do seu beijo, seu corpo...!
Seu cheiro e tudo enfim.

Reencontro-te.
Provo o engano
Nada tenho pra explicar...
Acontece deste jeito...
Por ser igual a mim.
(Explode no meu peito)

Nenhum comentário: